Huawei Mate 10 Lite, o irmão pequeno

A Huawei continua a lançar modelos de smartphones a uma velocidade impressionante. Desta suma apresenta uma nova variante, e novidade, que é o Huawei Mate10 Lite. Ora, este é o ‘irmão mais pequeno’ do super Mate 10 PRO, e convenhamos, perto do PRO todos parecem mais pequenos, nomeadamente em desempenho ou inteligência (artificial). 

Esta designação Lite é habitual, mas em outra gama da marca, a P, onde usualmente é utilizada para modelos de gama média/alta, sendo a gama P (Premium) e depois os P Lite, que usam o design e algumas especificações premium à semelhança, mas características e hardware diferentes, de gama mais baixa. 

A marca estendeu o conceito à gama Mate, e entra num novo segmento muito concorrido. Mesmo no seio da marca existem outras opções, nomeadamente a série P Lite, ou os Honor. Esta submarca da Huawei é exclusiva de venda online, mas muitos sucessos tem vindo a conseguir, mercê do design apelativo, especificações e diferença.

Então onde entra este Huawei Mate10 Lite? Fizemos a pergunta e obtivemos esclarecimentos válidos, ou seja, que o posicionamento é relativamente simples: os modelos Honor, uma marca diferente, ‘vive online’ e possui um target totalmente diferente, mais jovem e online. O próprio design do produto em si e as cores disponíveis são direcionadas para oferecer esta diferenciação.

Quanto aos P10 Lite ficam arredados da ‘luta’ pela performance. O maior P10 ainda tem um price point diferente do Mate 10 Lite, e um segmento diferente. Os P10 estão no topo do mercado dos smartphones, com especificações como as lentes Leica e logo, com uma capacidade fotográfica muito superior. O Mate10 Lite não tem essas características, assim como o super charge que o P10 tem. Por outro lado é importante não esquecer que o Mate é uma gama business e que se foca em performance, e a serie P é uma serie Premium que se destaca pela criatividade e design.
 
Tiradas as dúvidas, esta versão Huawei Mate10 Lite surge com um ecrã FHD+ (2160 x 1080 pixéis) de 5.9 polegadas com um rácio 18:9, o que o insere no segmento dos phablet. Para o desempenho recorre a um processador Kirin 659, 4 GB de memória RAM, 64 GB de capacidade de armazenamento e ainda um slot que suporta cartões microSD até 256 GB. Estes fatores oferecem uma excelente relação qualidade/preço.

Quanto às câmaras, outra grande diferença. Não existe o cunho da Leica, mas inclui a novidade de possuir quatro câmaras. A maior novidade está na parte frontal, com duas câmaras, uma com 13 megapixéis e outra de 2 e um novo Flash Self-Toning. A marca não relega o seu empenho na fotografia, e aqui dedica uma especial atenção às selfies, e novas formas de capturar, partilhar e experimentar o mundo. 

Na parte posterior outras duas câmaras, uma de 16 e outra de 2 megapixéis, ao qual junta o efeito bokeh, que alega conseguir fotos mais nítidas, limpas ou artísticas, aprimorando o desempenho em situações de pouca luz.  

Salientamos também a bateria de Li-Ion 3340 mAh, um leitor de impressões digitais na parte traseira, o sistema operativo Android 7.0 Nougat e o EMUI 5.1, a interface própria da marca.

O Huawei Mate10 Lite  já está disponível no mercado português em Graphite Black, Prestige Gold e Aurora Blue, por um preço recomendado de venda ao público de 399,90€.

Óscar Rocha

Autor: Óscar Rocha

Fundador e Editor do Motores & Tecnologia
Enviar E-Mail para: Óscar Rocha

%d bloggers like this:

Ao continuar a navegar em mtech.com.pt, aceita a utilização de cookies. mais informação

As definições de cookies neste website estão em "permitir cookies" de modo a propiciar a melhor experiência de navegação possível, Se continuar a navegar neste website sem alterar as definições dos cookies, ou se clicar em Aceitar estará a consentir a utilização de cookies.

Fechar