Huawei P10 chega hoje às lojas… e é impressionante!

A Huawei coloca hoje à venda fisicamente o seu novo P10. A responsabilidade que tinha em suceder ao P9, e todo o seu sucesso de vendas e recordes, parece vencido. Foi um sucesso na apresentação que decorreu na maior feira de mobile realizada em Barcelona, não só pela boa imagem que o anterior P9 tinha deixado no mercado, mas também aproveitando aquele que é o local dedicado ao mercado. E, por sorte ou sabedoria, aproveitou de sobremaneira a ausência do quiça maior concorrente Samsung S8. Certo é que este novo Huawei P10 ganhou imediatamente prémios, e até já bate recorde em pré-venda. Sorte? Não querendo ser tendencioso… mas basta olhar para a história!

Este Huawei P10 chega no primeiro trimestre de 2017 com muita popa e circunstância, fruto de uma história. Existe hoje um maior desenvolvimento, novas parcerias de renome estrategicamente bem firmadas e, acima de tudo, a Huawei tem vindo a impor o factor qualidade. Já não há um produto ‘chinês’, e perdoem-me pela gíria, mas sim um Huawei.

O design não é alheio ao anterior P9, uma evolução clara e refinada. Problemas? É talvez a única crítica que encontramos: a semelhança com outros dispositivos do mercado, mesmo no botão que surge agora na parte frontal que era ‘limpa’. Mas são sinais do tempo, e fora esse à parte, é lindo. Não há que ter vergonha. As laterais perdem o corte, sendo agora únicas, acompanham toda a linha e curva, bem apelativo visualmente, muito confortável no manuseio.

A parte frontal é maioritariamente ocupada pelo ecrã de 5,1’’, ou 5,5” na versão PLUS, que recorre ao Gorilla Glass 5 (o nível máximo de protecção), mas apresenta uma novidade: o botão home. Foi a Huawei que ‘inventou’ o sensor na traseira, e criou um habito… mal pelos vistos. Agora teremos de nos habituar à nova localização, e que possuirá outras vantagens. Pena é ter inventado um conceito, e quando os outros a seguem, ela muda para o que outros abandonam.

O desempenho é totalmente entregue a uma ‘bomba’ da própria casa, o Kirin 960, o mesmo que equipa o Mate 9. É um processador que pertence à divisão da Huawei, e é nada mais que uma combinação entre 4 processadores Cortex-A73 a 2.4 GHz , e 4 Cortex-A53 a 1.8 GHz, que o tornam uma referência na performance, no desempenho gráfico pela inclusão da GPU Mali-G71 MP8, e também boa gestão energética, assegurando maior autonomia.

No capítulo das características resta o armazenamento, 64 GB de armazenamento com expansão por cartão microSD até 256GB, possui 4Gb de RAM no Huawei P10. O ‘Grande’ PLUS chega com 6GB RAM e 128GB memória interna, também expansível com micro SD até 256GB.

O Huawei P10 tem um PVP de 659,90€ e já está disponível nas cores Graphite Black, Prestige Gold e Dazzling Blue.
O P10 Plus estará disponível a partir de 15 de abril pelo PVP de 799,90€, nas cores Graphite Black e Dazzling Gold.

 

Óscar Rocha

Autor: Óscar Rocha

Fundador e Editor do Motores & Tecnologia
Enviar E-Mail para: Óscar Rocha

%d bloggers like this:

Ao continuar a navegar em mtech.com.pt, aceita a utilização de cookies. mais informação

As definições de cookies neste website estão em "permitir cookies" de modo a propiciar a melhor experiência de navegação possível, Se continuar a navegar neste website sem alterar as definições dos cookies, ou se clicar em Aceitar estará a consentir a utilização de cookies.

Fechar