Moto Guzzi MGX-21

 Flying Fortress. Italian Taste – American Style. Este é o lema que a Moto Guzzi utiliza para expressar o sentimento da sua nova criação.

Tivemos o previlégio de sermos convidados para a apresentação nacional da nova Moto Guzzi MGX-21 e deixem que vos diga, as fotos não lhe fazem justiça.

cofA MGX foi desenvolvida no Piaggio Advanced Design Center, e após a eufórica aprovação por parte dos críticos quando foi apresentada como protótipo no ano passado foi o mote para a Moto Guzzi continuar a evolução daquela que é sua mais avançada moto até à data, e que estará disponível apenas por encomenda.

A MGX 21 é a menos convencional, mais rica e tecnológica Grand Cruiser construida em Mandello del Lario. Construída na mesma fábrica que em 1921 a Moto Guzzi começou a produção manual das suas primeiras motos que fizeram história como por exemplo o primeiro descanso central ou o primeiro motor V8 a ser usado num motociclo, este modelo é lançado aos amantes de motos exclusivas e tendo em conta o ritmo a que são produzidas é garantido que quem as compre tenha o selo de exclusividade garantido.dsc03620

Foi-nos dito pelo representante da Marca que a Honda por exemplo produz num único dia o número de motos que a Moto Guzzi produz num ano inteiro.

A MGX-21 é toda produzida à mão, sendo que o período de espera após a encomenda seja de aproximadamente 3 a 4 meses.

É impressionante o detalhe dos acabamentos e o aspecto que a MGX 21 emana. Com um design inovador e único, combinando um estilo clássico com um arrojado forro de carbonos, o resultado é no mínimo surpreendente.

O motor como todas as Moto Guzzi, é um  bicilíndrico em V a 90º, mas aqui com o pormenor das tampas do motor de alumínio pintadas de vermelho que combinam com as maxilas de travão Brembo. Este pormenor estético salienta o design distinto e imponente da MGX-21. A traseira baixa e a frente subida juntamente com a nova carenagem dá-lhe o aspecto de montra tecnológica de luxo de um motociclo capaz de devorar milhares de kms como se de um passeio ao café mais próximo se tratasse.

Ainda no campo estético, destaque para as malas laterais de 58 lt com cobertura parcial em carbono com sacos internos amovíveis.  O guarda lamas é uma obra de arte e todo ele feito em fibra de carbono,

A nível mecanico, o motor é um bicilíndrico de 1.400cc, que desenvolve um binário de 121 N.m desde as 3.000 rpm, desenvolvendo 96.6cv que garante um nível prestacional exepcional a regimes mais baixos. Conta ainda com 3 mapas de injecção obedecendo já à norma Euro 4. Destaque ainda para o Moto Guzzi Traction Control regulável a 3 níveis e o ABS de duplo canal.

Equipada de série com um inovador sistema Infotainment, o qual incorpora dupla instrumentação (comandável através do guiador) que contém toda a informação neecssária à viagem como por exemplo: Cruise Control;sistema de som; entrada USB; comandos de voz; MP3 e bluetooth.

Existe ainda disponível uma vasta gama de acessórios. Escusado será dizer que o modelo em questão tinha alguns desses extras e mais uma vez a qualidade é irrepreensível. Podemos falar por exemplo da cobertura do depósito em carbono, nas peseiras em alumínio e na cobertura do banco do passageiro em carbono.

 

Algumas das fotos oficiais

Hugo Marques

Autor: Hugo Marques

Fundador e Editor do Motores & Tecnologia
Enviar E-Mail para: Hugo Marques

%d bloggers like this:

Ao continuar a navegar em mtech.com.pt, aceita a utilização de cookies. mais informação

As definições de cookies neste website estão em "permitir cookies" de modo a propiciar a melhor experiência de navegação possível, Se continuar a navegar neste website sem alterar as definições dos cookies, ou se clicar em Aceitar estará a consentir a utilização de cookies.

Fechar