Nova câmara EOS R afirma CANON no segmento mirrorless

A Canon voltou! De uma assentada mostra uma nova câmara full-frame e um conjunto de lente próprias, novas, desenvolvidas especificamente. Esta nova gama EOS R é claramente uma resposta (válida) para um campo em que outra marca inovou, as mirrorless. Não que seja novidade na Canon, com alguns modelos anteriormente lançados, mas não obtiveram o sucesso desejado no mercado.

Com a nova EOS R a Canon assume posição neste mercado ainda recente, com uma máquina totalmente nova e construída em torno de um rol de características e especificações de topo. Destaca-se o sensor Dual Pixel CMOS AF com 30,3 megapixels, um sensor full-frame (35mm) que possui um intervalo ISO de 100-40.000, ou o mais recente processador de imagem, o DIGIC 8.  Depois existe toda a tecnologia inerente, e tudo o que proporciona. O autofoco Dual Pixel é exemplo, composto por qualquer coisa como 5,655 pontos de foco com 100% de cobertura do enquadramento na horizontal e 88% do enquadramento vertical, e promete arrematar o título de mais rápido do mundo (0.05 segundos) e junta a capacidade de captar objetos em movimento com rapidez e precisão, num disparo contínuo de 8fps (fixed AF) e 5fps com AF tracking. 

Nota que outra solução bem interessante desta EOS R é o Touch and Drag AF (Toque e arraste AF), ou seja, podemos selecionar no ecrã com o dedo o que desejamos focar, ou por opção, arrastar por toda área e pontos desejados. Anuncia também ser a primeira câmara do mundo a permitir a focagem automática com pouca luz até -6 EV, optimizando os  disparos em condições de pouca luz. Para ver o que captamos, a EOS R está dotada de um avançado Electronic Viewfinder (EVF), com 3.69 milhões de dots, que fornece 100% de cobertura de cena, possibilitando a visualização de planos com cores precisas mesmo em ambientes de pouca luz.

Outro foco desta máquina está na facilidade de mansueamento e funcionalidade, ponto fulcral na hora de captar momentos. Quase todos os controles da câmara EOS são personalizáveis, tornando a sua utilização única e pessoal. A EOS R possui botões multifunções personalizáveis, que podem ser programados usando um movimento deslizante ou de toque para as definições preferidas, tais como o ISO. Mesmo as lentes usam uma nova características: todas as objetivas RF, todas, terão um Anel de Controle (Control Ring) personalizável, em que os utilizadores poderão ajustar a abertura, velocidade, ISO ou compensação de exposição. Outra vantagem é adopção do Bluetooth, que permite o emparelhamento a um smartphone, permitindo o disparo remoto através da app Canon Camera Connect, e uma maior versatilidade. O corpo robusto que recorre a uma liga de magnésio, possui a ergonomia EOS e o confortável punho, e anuncia resistência a intempéries.

No capítulo das lentes também existem novidades. Começa pela nova baioneta RF, um novo modo de encaixe com 12 pontos de contato, 54mm de diâmetro e 20mm de distância para o sensor e o que possibilitou as novas objetivas. São 4 novas objetivas desenvolvidas especificamente para a EOS R e que tentam um pouco de tudo. A primeira é a RF 50mm f/1.2L USM, uma objetiva prime (a mais rápida do seu segmento) dedicada aos  detalhes, nitidez extrema, profundidade de campo e maior desempenho em ambientes de pouca luz.  Por sua vez a RF 24-105mm f/4L IS USM é uma objetiva zoom, e anunciada como a primeira objetiva full frame da Canon Nano USM para cineastas. Usa uma focagem suave para transições de foco com aparência natural, controle e deslizamento suave à medida que se afasta ou aproxima da câmara e usa uma abertura fixa de f/4. O autofoco rápido e silencioso e os 5-stops de estabilização de imagem tornam-na perfeita para a criação de vídeos. A RF 28-70mm f/2L USM é a objetiva zoom standard, mas versátil e de abertura rápida. É a primeira full frame de grande abertura do mundo compatível com zoom standard, f/2 em todo o alcance de zoom e um copo possui um mecanismo para resistência ao impacto, tornando-a resistente e duradoura. Por último a RF 35mm f/1.8 MACRO IS STM, uma objetiva macro 35mm f/1.8 para fotografia de rua, viagem e Macro, oferecendo uma perspetiva grande angular natural, Macro e Estabilizador Híbrido (Hybrid IS). O foco, abertura e sistema IS estão todos integrados numa só unidade. 

Já anteriormente falamos em vídeo e cineastas, e voltamos ao tema. A Canon frisa que a nova EOS R é uma ferramenta de produção de filmes altamente qualificada capaz de resultados impressionantes em 4K, com controle total de áudio, visor de ângulo variável e foco manual. Adicionalmente, os cineastas podem produzir em 10-bits através de HDMI, o que com o Canon Log permite captar imagens de contraste neutro, com até 12 paragens (12-stops) da gama dinâmica com ISO 400, permitindo que a pós-produção realce todas as nuances subtis das cores e os detalhes nas sombras e realces.

A Canon também não esquece o seu portfólio de objectivas que já estão mercado, ou quem já as possui. Desta forma lança três adaptadores de montagem de lente para as lentes EOS SLR, incluindo uma com o anel de controle EOS R e outra que pode ser usada com filtros drop-in.  Não só adaptadores, a nova EOS R conta já com acessórios, nomeadamente um Grip BG-E22 com botões de comando e suporte para duas baterias, e o flash Speedlite EL-100.

Óscar Rocha

Autor: Óscar Rocha

Fundador e Editor do Motores & Tecnologia
Enviar E-Mail para: Óscar Rocha

%d bloggers like this:

Ao continuar a navegar em mtech.com.pt, aceita a utilização de cookies. mais informação

As definições de cookies neste website estão em "permitir cookies" de modo a propiciar a melhor experiência de navegação possível, Se continuar a navegar neste website sem alterar as definições dos cookies, ou se clicar em Aceitar estará a consentir a utilização de cookies.

Fechar