Sony mostrou-nos o seu primeiro OLED. E é fascinante

Foi num evento liderado por Tyler ishida, Country Head Iberia, que nos foi apresentada aquela que é a nova coqueluche da marca japonesa nas lides da tv, o novo OLED 4K HDR Bravia A1.

Para mostrar estas qualidades, a marca desvendou-nos o seu primeiro OLED, uma obra de arte, ‘algo’ que parece um quadro negro, uma tela. Eu recordo aquelas televisores ‘gordas’ colocadas em cima do móvel, que tinha de estar afastado da parede face ao tamanho, comprimento de tudo. Aqui há arte, um cuidado na concepção e performance. E apaixona. O ecrã negro é imponente, grande e sem muitos pormenores. Ao invés a marca preferiu esconder tudo, deixar que apenas a qualidade da imagem projectada fosse importante. Tanto que escondeu a própria marca, porquê? Confiança! Não falar ou citar uma opinião pela marca, mas procurar uma marca pela qualidade da imagem. Fará sentido? Parece que sim.

Com um formato fino, muito fino, e quase isento de moldura, mostra um ecrã de oito milhões de pixeis que funcionam de modo independente, cada um deles com iluminação própria. Este factor é de extrema importância, porque não há compensações ou detrimento de uns em prol de outros. Simplificando, imagine que necessitava de um pormenor negro ao lado de algo mais luminoso… se os pixeis partilhassem a iluminação, NUNCA haveria um negro real, porque a luz seria a mesma e teria de haver um obrigatório consenso. Aqui, cada um ‘trabalha sozinho’, e isso significa que não é preciso preterir cor ou detalhe. Cada um por si, e se um pode ser negro, o outro pode brilhar, o que significa que à proporção de 8 milhões de pixeis, teremos pormenores únicos.

A performance, e diferenciação, deve-a ao novo processador de imagem 4K HDR X1 Extreme da própria Sony, um poderoso motor capaz de processar e disponibilizar toda a gama de cores e pormenores que pareciam impossíveis. Foi especialmente desenvolvido para suportar as normas HDR10 e HLGe Dolby Vision, melhorar a precisão cromática, o contraste e a nitidez na tela da nova Bravia A1.

No campo da utilização e facilidade de interacção encontramos o próprio Android, uma maneira de familiarizar a tv com os smartphones. Simples, prático, cheio de aplicações disponíveis e  melhor, passível de ser actualizado para a mais recente versão. Sendo uma Smart TV, existe a obrigatoriedade de funcionalidade e aplicações tão comuns no sistema operativo Android, e algumas já vêm pré-instaladas, como a Netflix, Amazon Video ou Spotify. E com o login na loja, permite transferir as suas aplicações favoritas.

E se a imagem convence, o que dizer do som. É uma valência a par da imagem, com todo o ecrã a ser um altifalante… ou vários. Mostra pela primeira vez a tecnologia Acoustic Surface, que permitiu uma frente limpa de colunas convencionais. Ao invés, na traseira e a atravessar quase a totalidade do painel, possui uma barra que, de modo sui generis, possui embutidas colunas, num novo conceito capaz de fazer maravilhas na parte sonora. E nós confirmamos! Através de tecnologia, e muita sabedoria, o som acompanha a imagem. Foi nos mostrado em loco uma demo, dois simples pássaros que circulavam por aquele ecrã negro. O surreal é o som, o piar ou bater de asas, que o acompanha por toda a dimensão do ecrã, seguindo o trajecto e criando uma sensação única numa tv. Melhor quando se junta mais algum elemento, e há efectivamente um dobrar de sons, que se cruzam ou que andam em diferentes direcções, mas sendo notório o ‘movimento’, como se de um sistema de som se tratasse. A potência também está lá, mas no que se assemelha a um cavalete e que serve o propósito de equilbrar a A1. Mas é ali que possui um poderoso subwoofer. E nota que pode ser arrumado, fechado, para puder colocar a A1 na parede. 

O novo Sony Bravia A1 está disponível em 55”  com um valor recomendado de 3999 euros, e em 65”, com o valor a atingir os 5999 euros.

 

Óscar Rocha

Autor: Óscar Rocha

Fundador e Editor do Motores & Tecnologia
Enviar E-Mail para: Óscar Rocha

%d bloggers like this:

Ao continuar a navegar em mtech.com.pt, aceita a utilização de cookies. mais informação

As definições de cookies neste website estão em "permitir cookies" de modo a propiciar a melhor experiência de navegação possível, Se continuar a navegar neste website sem alterar as definições dos cookies, ou se clicar em Aceitar estará a consentir a utilização de cookies.

Fechar