Um Honor Magic’o’?!

A Honor é uma das marcas que tem conseguido singrar  com lugares no mercado e, tem tanto de intrigante como ‘ameaçadora’. Fazendo parte da Huawei, esta jovem sub-marca celebra o seu terceiro aniversário. Com o foco em smartphones e na venda online, aposta num design mais jovial associado a um público mais jovem, com fixtures de ‘maiores’ a preço de ‘menores’, tão apetecíveis a um target jo

vem. A marca conseguiu de uma forma hábil gerir recursos e hardware, reaproveitando sabiamente características da sua congénere Huawei e acrescenta novidades… a um preço mais acessível. 

Estas valências trouxeram-lhe sucesso e, o facto se ser vendido online, alguma diferenciação e exclusividade. Em apenas três anos a marca surge no mercado como uma forte opção, mesmo para a Huawei. Não sabemos se ‘sem querer’ ou se numa jogada de mestre, mas funcionou! É este facto que cria ‘ameaça’, com a marca a conseguir deter duas opções no mercado entre concorrentes.
E nesta celebração de aniversário apresenta uma nova coqueluche, o Honor Magic, um smartphone de design arrojado, diferente e com muita expectativa. Curiosamente não foram as suas características de hardware que mereceram destaque, mas o que não se vê. A Honor ‘promete’ um terminal que se adapta ao utilizador e às suas necessidades, utilizando um inúmero conjunto de sensores e tecnologia, funções exclusivas e o recurso à inteligência artificial. 

O Honor Magic compromete-se a diferenciar quando o utilizador o segura, ou pousa, quando olha para o ecrã, quando deve dispor mensagens, quando deve abrir e sugere aplicações, além de um leque de funcionalidades e informações únicas.

 

Começando pelos designados WiseSensor, são um novo conjunto de sensores dispostos nas zonas laterais do Honor Magic e que permitem que ‘ele’ reconheça quando é manuseado pelo utilizador. Fazem parelha, e ajudam no capítulo da segurança e desbloqueio, com o sensor de infravermelhos situado na parte frontal que permite identificar o utilizador, e se caso esteja a olhar para o ecrã, de modo autónomo desbloqueia-se e  mostra a interface sem precisar de senhas ou padrões.

O FaceCode é mais um centro de notificações passível de ser configurado à necessidade de cada utilizador ou fim. O exemplo dado mostra a potencialidade, com notificações que podem ser omitidas temporariamente até o utilizador olhar o ecrã. Ele consegue diferenciar a distracção, ou olhar, e apenas mostra a mensagem quando reconhece o rosto do utilizador. Deste modo não há o incómodo ler de mensagens privadas que surgem habitualmente. 

A ‘verdadeira’ inteligência assume-se no uso. Está sempre em constante utilização e promete interagir numa mensagem, quando circulamos numa estrada, etc. Consegue entender mensagens e aconselhar filmes ou dar sugestões, identifica quando nos movimentamos na estrada e automaticamente apresenta aplicações para tráfego, ou se telefonarmos para um serviço de táxis, ele ‘anota’ a matrícula. 

A autonomia também possui tecnologia associada e, no caso desenvolvida pela casa e intitulada de Magic Power, que permite um carregamento de 70% em apenas 20 minutos ou, 40% em 10 minutos da bateria (não removível) de 2.900mAh.

Já as especificações não são de descurar, como prova a inclusão de um ecrã AMOLED Quad HD de 5.09”, o firmado processador Kirin 950 de 2.3GHz, 4GB de RAM, 64GB de armazenamento interno, a ‘moda’ das câmaras duplas na traseira com sensor de 12 MP e uma abertura de f/2.2, além da câmara frontal de 8 MP e abertura de f/2.0 para as apreciadas selfies.

Para já só está no mercado chinês com um valor a rondar os 500€, mas deverá ser colocado à venda online na Europa no primeiro trimestre de 2017.

 

Óscar Rocha

Autor: Óscar Rocha

Fundador e Editor do Motores & Tecnologia
Enviar E-Mail para: Óscar Rocha

%d bloggers like this:

Ao continuar a navegar em mtech.com.pt, aceita a utilização de cookies. mais informação

As definições de cookies neste website estão em "permitir cookies" de modo a propiciar a melhor experiência de navegação possível, Se continuar a navegar neste website sem alterar as definições dos cookies, ou se clicar em Aceitar estará a consentir a utilização de cookies.

Fechar